O que é arte conceitual

O que é arte conceitual? Saiba tudo aqui!

Afinal, o que é arte conceitual? A arte conceitual, como ficou conhecida, é um movimento artístico que atingiu o ápice durante os anos setenta. O movimento ganhou popularidade nos EUA e na Europa, como uma quebra ao status quo e ao convencionalismo artístico. Dessa forma, a arte conceitual se formalizou como uma reação à afetação das artes durante a década de sessenta. Assim, o movimento de arte conceitual se fortaleceu e se propagou ao redor do mundo, caindo também no gosto dos brasileiros.

Características principais da arte conceitual

  • Na arte conceitual, o conceito da obra art√≠stica √© mais valorizado do que a atua√ß√£o f√≠sica e o objeto representado.
  • A versatilidade de materiais e recursos √© uma caracter√≠stica de destaque na arte conceitual. A arte conceitual utiliza de fotografias, v√≠deos, textos, performances, instala√ß√Ķes art√≠sticas, dentre outros, para compor a cena da arte.
  • A arte conceitual tamb√©m emprega outras formas de express√£o art√≠sticas e ambientais para o desenvolvimento pr√≥prio. Entre elas podemos citar o grafite urbano e a arte postal.
  • A arte conceitual valoriza elementos da natureza, bem como figuras humanas e inven√ß√Ķes criadas pelo homem. Esses artif√≠cios visam remontar √† arte figurativa.
  • Talvez a principal caracter√≠stica da arte conceitual seja a contracultura. A arte conceitual vai contra ao formalismo e status quo da arte, buscando inovar conceitos.
  • Al√©m de criticar o formalismos das artes, o movimento conceitual faz cr√≠tica ao mercado art√≠stico. A arte conceitual √© tamb√©m uma oponente ao consumismo e aos exageros materiais no ramo da arte.
  • Dentre suas oposi√ß√Ķes, a arte conceitual demonstra tamb√©m contrariedade ao minimalismo art√≠stico e ao movimento herm√©tico.
  • Os ideais da arte conceitual miram na propaga√ß√£o da arte como um difusor de mensagens e comunica√ß√£o entre a sociedade.
  • Junto a esse conceito, se une ao de popularizar na arte um cunho reflexivo, de medita√ß√£o e exerc√≠cio mental. A arte conceitual visa promover o pensamento independente.
  • Para essa promo√ß√£o, o movimento dispensa conceitos tradicionais, apostando no radicalismo e no culto ao que √© chamado de antiarte. O nome n√£o se op√Ķe a arte. Ele se deve √† revolu√ß√£o na forma convencional de faz√™-la.
  • Para isso, a arte conceitual acata uma ruptura com o que h√° de cl√°ssico e formalizado a respeito do que √© considerado ‚Äúfazer arte‚ÄĚ.

O que é arte conceitual

Os artistas e a arte conceitual brasileira

Junto com a quest√£o “o que √© arte conceitual?”, se encontra “quem s√£o os artistas conceituais no Brasil?”. A arte conceitual e seus artistas adeptos ganharam a cabe√ßa dos brasileiros durante as d√©cadas de setenta e oitenta.

Veja tamb√©m –¬†O que √© arte visual? Saiba tudo aqui

Os elementos contraculturais conquistaram a cena artística do Brasil, recepcionando o movimento entusiasticamente.

Entre alguns artistas que aderiram à arte conceitual nesse período, é possível citar: Hélio Oiticica, Lygia Clark, Iole de Freitas, Cildo Meireles e Amilcar de Castro.

História e origem

A arte conceitual √© creditada por revolucionar muitos √Ęmbitos art√≠sticos. Seu ideal antiarte e sua cr√≠tica ao classicismo garantiram autonomia e originalidade √†s obras art√≠sticas do movimento. Portanto, para respondermos “o que √© arte conceitual?”, temos que rememorar sua hist√≥ria, origem e papel.

Sua denomina√ß√£o, cunhada de ‚Äúarte conceitual‚ÄĚ, √© de autoria de Henry Flynt. O fil√≥sofo, escritor e artista americano utilizou o termo pela primeira no ano de mil novecentos e sessenta e um.

Sol Lewitt, um escultor americano nascido em mil novecentos e vinte e oito, afirma que a ideia, tanto qualquer outro produto, é uma obra de arte Рainda que essa ideia não receba aspecto físico ou visual. Isso, de forma resumida, pode elucidar o que é arte conceitual para alguns especialistas.

Os mesmos especialistas sugerem que o símbolo da arte conceitual está no mictório levado ao museu durante a década de cinquenta. Seu responsável, Marcel Duchamp, é, para muitos entusiastas, o precursor desse movimento de vanguarda. Marcel Duchamp foi um artista ousado, que questionou o conceito da arte para, em seguida, reformulá-lo com inovação.

Para os artistas conceituais, a arte deve promover processos mentais e reflexivos em detrimento dos visuais. A ‚Äúantiarte‚ÄĚ est√° no conceito demonstrado antes de estar no produto art√≠stico propriamente dito. Desse modo, o grande desafio da arte conceitual no decorrer da hist√≥ria foi definir onde come√ßava e onde terminava o entendimento art√≠stico. Isto √©, al√©m de indagar o que √© arte conceitual, limitar as fronteiras e questionar o que, em defini√ß√£o, √© a arte.

Um olhar sobre a arte conceitual

A arte conceitual é uma arte de interpretação. A missão do apreciador e entusiasta é captar o conceito e a reflexão proposta pelo criador da obra artística. A arte conceitual é uma mensageira codificada, que desafia seus observadores a decifrá-la, se perguntando o que é arte conceitual.

Essa participa√ß√£o alavanca o p√ļblico e os apreciadores a um projeto interativo, nos pap√©is de captador e receptor da reflex√£o. Assim, o observador da obra assume um papel passivo, tendo que imergir para compreender e decifrar o conceito.

Portanto, quando se fala de arte conceitual, n√£o h√° espa√ßo para manique√≠smos, bom ou mal, bem feito ou n√£o. Elogios est√©ticos quanto √† composi√ß√£o e qualidade ficam em segundo plano. A arte conceitual exige um olhar mais anal√≠tico e circunspecto sobre a obra. Dessa forma, o movimento antiarte tem passe para negligenciar alguns aspectos considerados de suma import√Ęncia, como estudo de cores e composi√ß√£o de pintura.

O que é arte conceitual

Como compreender a arte conceitual?

Mais do que se perguntar o que √© arte conceitual, muitos se perguntam como compreender esse movimento art√≠stico em sua ess√™ncia. A arte conceitual pode ser abstrata ou subjetiva, mas ela, por ideal, sempre transmite uma reflex√£o de seu artista. Portanto, para identificar o que √© arte conceitual e como compreend√™-la, se faz necess√°rio ultrapassar a aten√ß√£o aos detalhes t√©cnicos. A arte conceitual parte de medita√ß√Ķes profundas e viagens para dentro de si.

Enquanto um pintor adepto √†s express√Ķes figurativas deve se dedicar aos aspectos t√©cnicos para reproduzir seu trabalho com fidelidade, o artista conceitual pode dispensar esse conhecimento. O artista conceitual n√£o aspira um retrato fiel ao modelo como outros movimentos art√≠sticos.

O compromisso do artista conceitual está em outras matérias, majoritariamente cultas. O adepto pode ser um conhecedor assíduo da história, filosofia e outras referências às quais inserir seu contexto artístico. Com esses conhecimentos paralelos e alinhados, o artista é capaz de construir obras com consistências visual, promovendo a reflexão ao seu observador.

Considera√ß√Ķes finais

Devido a esse conceito subjetivo, a arte conceitual pode ser considerada um movimento inconsistente e sem subst√Ęncia. Para que o movimento n√£o seja deslegitimado, √© importante que seus artistas se perguntem o que √© arte conceitual e invistam em √°reas de conhecimento que enobre√ßam a resposta.

Leave a Reply