Retrato de Adele Bloch-Bauer I

Retrato de Adele Bloch-Bauer, de Gustav Klimt

Uma obra-prima que apresenta desdobramentos ainda os dias atuais, o ‚ÄúRetrato de Adele Bloch-Bauer I‚ÄĚ j√° foi uma das pinturas mais caras da hist√≥ria. E hist√≥ria √© o que n√£o vai faltar neste artigo rico em informa√ß√£o e curiosidades para voc√™!

A obra

Antes de conhecer o ‚ÄúRetrato de Adele Bloch-Bauer I‚ÄĚ, sabia que Adele, a modelo do quadro, chegou a ser considerada a Mona Lisa do s√©culo XX?

A obra do pintor austr√≠aco¬†Gustav Klimt, chamada de ‚ÄúRetrato de Adele Bloch-Bauer I‚ÄĚ,¬†√© um dos mais famosos do mundo.

Produzido com a t√©cnica de √≥leo e ouro sobre tela, foram tr√™s anos para ele ficar pronto, gra√ßas √† sua e complexa e elaborada ornamenta√ß√£o. Terminada somente em 1907, a tela √© quadrada nas dimens√Ķes de 1,38 metro e foi encomendada por Ferdinand Bloch-Bauer.

O mecenas

Por ser um empres√°rio da ind√ļstria que conquistou fortuna com o a√ß√ļcar, Ferdinand Bloch-Bauer tinha gosto em apoiar a cultura e, assim, resolveu promover a arte de Klimt. Esse √© o motivo de a modelo Adele Bloch-Bauer ter se tornado a modelo representada por Klimt em duas ocasi√Ķes.

Por outro lado, já presente no testamento, a modelo desejou que os quadros pintados por Gustav Klimt deveriam ser doados para uma galeria austríaca.

Entretanto, ap√≥s morrer em 1925 por causa de uma meningite, os nazistas ocuparam seu pa√≠s e confiscaram seu patrim√īnio.

Enquanto toda a cole√ß√£o de Klimt ficava nas m√£os dos alem√£es, Ferdinand foi se exilar na Su√≠√ßa. Mas ele chegou a designar em testamento que seus patrim√īnios deveriam ser passados a seus sobrinhos.

A briga pela posse do quadro

Com tanta disputa pela posse do ‚ÄúRetrato de Adele Bloch-Bauer I‚ÄĚ, o fato √© que, ao ser propriedade da √Āustria, o governo passou a inclinar-se pelo testamento de Adele.

Depois de batalhas em tribunais austr√≠acos e norte-americanos, determinaram que Maria Altmann, uma das sobrinhas de Adele, deveria ser a √ļnica propriet√°ria legal da pintura.

J√° em poder da sobrinha Maria Altmann, o ‚ÄúRetrato de Adele Bloch-Bauer I‚ÄĚ chegou a ficar em exposi√ß√£o na Calif√≥rnia, at√© ser vendido para uma cole√ß√£o particular.

Atualmente, a tela faz parte do de uma galeria de Nova York.

Retrato de Adele Bloch-Bauer I

O pintor

O pintor Gustav Klimt √© natural da pequena cidade de Baumgarten, sul de Viena, na √Āustria. Pela proximidade entre os pa√≠ses dessa regi√£o, o artista teve influ√™ncias diversas, abrangendo as culturas de:

  • Hungria;
  • Cro√°cia;
  • B√≥snia Herzegovina;
  • Rep√ļblica Tcheca;
  • Eslov√°quia;
  • √Āustria.

Sua carreira começou em 1876, aos 14 anos, quando resolveu ingressar numa escola de artes de Viena. Na época, ele vivia com a venda de desenhos e retratos a partir de fotografias.

No ano de 1879, Gustav Klimt, seu irmão e um amigo auxiliam o professor de pintura na decoração dos murais do museu de arte de Viena. Ganhando destaque nesse trabalho, ele começa a receber pedidos e a viajar de cidade em cidade.

Entretanto, no ano de 1886, o estilo de Klimt começou a diferenciar-se dos demais, dando início ao seu processo de afastamento dos ambientes acadêmicos.

Assim, Klimt se consagrava como um pintor simbolista da √Āustria, um dos artistas que fundaram o movimento da Secess√£o de Viena.

Na fase que seus trabalhos começaram a ganhar notoriedade, Klimt era apenas um decorador de escadarias, átrios e auditórios na capital austríaca.

Mas, já no início do século XX, ele abriu seus horizontes. Conheceu Florença, Veneza e Paris. Assim como acabou por conhecer outros grandes mestres, como:

  • Van Gogh;
  • Bonnard;
  • Matisse;
  • Munch;
  • Toorop;
  • Gauguin;
  • Toulouse-Lautrec.

E √© exatamente nessa √©poca, um per√≠odo de outro em sua genialidade, que ele criou o ‚ÄúRetrato de Adele Bloch-Bauer I‚ÄĚ.

Gustav Klimt faleceu aos 55 anos, no ano de 1918. Apesar de ter 14 filhos, ele jamais se casou, embora mantivesse contato com muitas amantes e musas.

A verdadeira Adele

Embora também fosse de família rica, com apenas 18 anos, a modelo Adele Bloch-Bauer se casou com o empresário e mecenas Ferdinand Bloch-Bauer, vinte anos mais velho.

Mesmo sem ter tido uma educação formal, Adele chegou a estuda literatura e idiomas por iniciativa própria.

Claro que o clima da cidade de Viena ao final do século XIX era mais que propício para isso. Nessa época, a capital austríaca tinha toda a presença efervescente de intelectuais e artistas como:

  • Gustav Klimt, autor de seu retrato;
  • O psicanalista Sigmund Freud;
  • O compositor Gustav Mahler.

Não é para menos que a residência do casal era ponto para encontros da elite cultural e financeira da cidade. Amante de artes, Ferdinand fez a encomenda da obra no ano de 1903.

Mesmo sem serem confirmados, surgiram os rumores de que Klimt e Adele tiveram um caso. Mesmo assim, em 1912, ele criou uma segunda tela com ela, chamado de ‚ÄúRetrato de Adele Bloch-Bauer II‚ÄĚ.

Retrato de Adele Bloch-Bauer II

A curiosidade aqui é que ele nunca havia pintado uma mesma modelo duas vezes.

Com a chegada do ano de 1943, as telas roubadas de Klimt chegaram a fazer parte de uma exposi√ß√£o que marcou a hist√≥ria da modelo do ‚ÄúRetrato de Adele Bloch-Bauer I‚ÄĚ.

Na ocasi√£o, pela primeira a pintura foi chamada de ‚ÄúA dama dourada‚ÄĚ, para ocultar ra√≠zes judaicas presentes na obra. Mesmo assim, em 2006, o quadro at√© passou a ser conhecido como ‚ÄúA Mona Lisa austr√≠aca‚ÄĚ.

O valor de uma vida

Mesmo com o pre√ßo de venda em mais de 130 milh√Ķes de d√≥lares (o que faz de o ‚ÄúRetrato de Adele Bloch-Bauer I‚ÄĚ ser um dos mais caros da Hist√≥ria da Arte), grande parte desse valor chegou a ser compartilhado por meio de doa√ß√Ķes.

Maria, a sobrinha de Adele que herdou a posse do quadro, faleceu no ano de 2011, com 94 anos de idade. O fato é que relatos dizem que sua briga não foi por dinheiro nem por vingança.

O roubo do ‚ÄúRetrato de Adele Bloch-Bauer I‚ÄĚ era muito mais do que simplesmente contar o destino da fam√≠lia Bloch-Bauer: era apresentar ao mundo que milhares de pessoas sofreram a barb√°rie da Alemanha nazista.

Leave a Reply