Futurismo

Futurismo: características, obras e artistas

O Futurismo pode ser entendido como um movimento de cunho literário e artístico que oficialmente surgiu em 20 de fevereiro de 1909. Deu-se após a publicação de Filippo Marinetti, um poeta italiano, com seu Manifesto Futurista no jornal Le Figaro, da França.

O trabalho rejeitou passado, bem como o moralismo. Apresentava um tipo de beleza nova, baseada na velocidade e na intensidade da violência.

Veja tamb√©m –¬†Fauvismo: caracter√≠sticas, obras e artistas

O lema do primeiro manifesto de cunho futurista de 1909 foi “Liberdade para as palavras”. Levou em considera√ß√£o o desenho tipogr√°fico daquela √©poca, em especial em propaganda e jornais.

Neste movimento, a diferença entre design e arte é descartada e a propaganda é acolhida como uma maneira de comunicação.

A arte futurista

O Futurismo se desenvolveu em diversos tipos de  artes e influenciou muitos artistas que depois estabeleceram diferentes movimentos modernistas. Ele se apresentou prioritariamente na Itália e França, onde várias pessoas, incluindo Marinetti, acabaram se identificando com o fascismo.

O movimento, relacionado com o  surrealismo, enfraqueceu-se  após a Primeira Guerra Mundial I. Mas sua tagarelice e espírito irrequieto tiveram reflexos no  dadaísmo, na concretude, na tipografia modernista e no design gráfico da era pós-moderna.

A pintura advinda do Futurismo teve influência do abstracionismo e do  cubismo. Ela era composta por muitas cores e contrastes brilhantes, além da superposição de imagens para dar a impressão de dinamismo.

J√° na literatura, as manifesta√ß√Ķes principais se deram na poesia vinda da It√°lia, dedicada a causas de cunho pol√≠tico.¬†A linguagem era bem espont√Ęnea e as frases eram fragmentadas para expressar a sugest√£o de velocidade.

Características marcantes do futurismo

Ficou evidente no Futurismo a valorização da tecnologia e do industrialismo como progresso de ordem técnica. Além do mais, suas bases estavam na velocidade, no futuro, na era moderna, no militarismo, assim como na ruptura com o passado artístico.

Outro fato conhecido √© o uso da publicidade como uma forma de comunica√ß√£o.¬†Em especial para o aprimoramento da tipografia daquela √©poca, com textos explorativos da linguagem l√ļdica, a l√≠ngua vern√°cula e o uso cont√≠nuo de onomatopeias.

Os futuristas procuraram expressar os movimentos reais, apontando a velocidade exibida pelas figuras movendo-se no espaço.

Inspira√ß√Ķes para as cores e efeito de luz vindos do¬†p√≥s-impressionismo, bem como as t√©cnicas de composi√ß√Ķes claramente cubistas, s√£o claras.

Futurismo

O Futurismo dentro da literatura

No slogan “liberdade de express√£o”, o manifesto de autoria de Marinetti acabou definindo a tem√°tica que serviria de par√Ęmetro para os iniciantes do movimento: a rejei√ß√£o da moral, dos velhos tempos, assim como a valoriza√ß√£o das formas urbanas, modernas e aceleradas.

V√°rios foram os escritores que representaram as intens√Ķes do Futurismo. Entre eles est√£o:

  • Filippo Marinetti;
  • Vladimir Mayakovsky;
  • Oswald de Andrade;
  • Fernando Pessoa, entre outros.

Artistas destaque do Futurismo

Giacomo Balla (1871-1958)

Um dos maiores expoentes do movimento futurista em seu pa√≠s, It√°lia.¬†Em seu trabalho, ele tenta ilustrar avan√ßos t√©cnicos e cient√≠ficos atrav√©s das representa√ß√Ķes desnaturalizadas, mas n√£o alcan√ßando uma abstra√ß√£o total.

Gino Severini (1883-1966)

Artista gr√°fico, escultor e pintor italiano. Depois que ele conheceu Balla e Boccioni, passou a trabalhar oficialmente sendo artista em 1901. Em 1906, estudou em Paris com os impressionistas. Severini era fascinado pelas pinturas √ļnicas de Seurat.

Ele se tornou um dos ditos co-fundadores desse estilo, quando fez quest√£o de assinar o Manifesto Futurista.¬†Severini exp√īs obras em Londres, Paris e Berlim.

Luigi Russolo (1885-1947)

Pintor e compositor italiano. Em 1913, foi autor do manifesto ‚ÄúEl Arte del Ruido‚ÄĚ, que teorizou o uso do ru√≠do para alcan√ßar a composi√ß√£o de uma m√ļsica, ao inv√©s de sons puramente harm√īnicos.

Suas m√ļsicas foram feitas com um instrumento que deu origem a um dispositivo mec√Ęnico que fazia sons discordantes, o Intonarumori. Isso foi classificado como “m√ļsica futurista”.

Futurismo

Os 6 maiores interessantes fatos sobre o Futurismo

O movimento futurista foi concebido na Itália no início do século 20 como uma reação contra as técnicas, temas e assuntos de todos os movimentos artísticos anteriores. Ele glorificou especialmente o triunfo do homem sobre a natureza, a tecnologia, a velocidade, a violência e a juventude.

Eles expressaram seus pensamentos positivos sobre a modernidade em muitos campos, não apenas na arte. Para mais sobre esse movimento, aqui estão alguns fatos.

Fato 1 – O fundador do Futurismo e o mais fervoroso defensor foi o italiano Marinetti

Embora Marinetti tivesse conseguido reunir para ele um n√ļmero de proeminentes artistas futuristas e compositores, o movimento como uma entidade organizada morreu com ele em 1944.

Foi Marinetti quem escreveu o Manifesto Futurista , o primeiro dos muitos manifestos do movimento.

Fato 2 – O¬†Manifesto Futurista¬†n√£o foi o √ļnico manifesto do movimento

Marinetti muitas vezes estimulou outros proponentes a escrever manifestos. Os manifestos não se limitavam apenas à arte visual e à literatura. Os proponentes costumam escrever sobre o movimento nos campos da religião, culinária, arquitetura, moda e assim por diante.

V√°rios manifestos futuristas sobre a pintura foram publicados em 1910. Estes foram escritos pelos amigos pintores de Marinetti: Giacomo Balla, Umberto Boccioni, Gino Severini e Carlo Carra.

Fato 3 – O Futurismo era sobre rejeitar o passado e glorificar a modernidade.¬†Como tal, os defensores da voz muitas vezes despertavam a ira p√ļblica

Marinetti frequentemente pedia a destrui√ß√£o de institui√ß√Ķes que simbolizavam ou guardavam rel√≠quias do passado, como museus e bibliotecas.¬†Ele tamb√©m apontou os cr√≠ticos de arte como in√ļteis.

A arte futurista se preocupou em retratar os problemas e as sensa√ß√Ķes da vida moderna.¬†Essas obras muitas vezes evocavam sons, cheiros e at√© gostos, bem como vis√Ķes.

Fato 4 РO estilo foi fortemente inspirado pelo cubismo

Para retratar a mudança, a velocidade e o movimento nas artes visuais, os pintores incorporaram técnicas cubistas, como superfícies planas entrecruzadas e fragmentadas. Isto foi para mostrar as muitas maneiras de ver um objeto.

Ao contrário do cubismo, no entanto, os futuristas preferiram sujeitos em movimento para naturezas-mortas.

Fato 5 – O Futurismo √© o √ļnico movimento art√≠stico de vanguarda do s√©culo XX a adotar cren√ßas pol√≠ticas de extrema-direita

Seus membros celebravam tanto a máquina e a tecnologia que estavam em clima de comemoração na época da Primeira Guerra Mundial. No final da guerra, muitos dos proponentes haviam sido mortos durante o serviço militar e o movimento havia perdido a tração.

Na década de 1920, muitos futuristas abraçaram o fascismo.

Fato 6 РEmbora o Futurismo tenha desaparecido como um movimento, ele inspirou muitos outros movimentos artísticos do século XX

Entre estes, estão: Vorticismo, Dada, Surrealismo, Art Deco, Construtivismo e Neo-Futurismo.

O estilo n√£o s√≥ inspirou rea√ß√Ķes a ele, mas a est√©tica do cyberpunk tamb√©m. Hoje, o Futurismo vive em mang√°s e animes japoneses, assim como em alguns filmes de Hollywood como¬†Blade Runner.

Embora muito controverso no momento de sua concep√ß√£o, o Futurismo como um movimento foi provavelmente o melhor em captar as sensibilidades dos √ļltimos cem anos.

 

Leave a Reply