Tudo sobre grafite - √Č arte?

Tudo sobre grafite – √Č arte? saiba mais aqui!

H√° muito mal entendido quando se fala de¬†grafite por ser uma arte praticada geralmente por pessoas marginalizadas. Ele acontece na paisagem p√ļblica urbana, usa formas e cores que muitas vezes fazem cr√≠ticas e s√£o ir√īnicas.

√Č frequente que esteja tentando chamar a aten√ß√£o para o preconceito, descrimina√ß√£o ou para a educa√ß√£o. Al√©m disso, muitas vezes s√£o produzidas durante a madrugada e simplesmente aparecem nas ruas no dia seguinte. Isso e seu conte√ļdo podem causar um certo choque numa popula√ß√£o despreparada.

No entanto, o grafite é uma das formas de arte mais democráticas que existem por conta desses mesmos fatores. O fato dele estar num lugar onde todos têm acesso e podem aprecia-lo ou questiona-lo é o que o torna especial.

Um problema existente nas sociedades é que os indivíduos estão cansados e ocupados demais para consumir arte. Isso é o que faz essas mensagens nas paredes serem muito mais válidas do que a gente pensa.

O que é grafite?

Hoje em dia, o grafite √© uma forma de se expressar vinda geralmente da cultura de grupos sociais mais marginalizados. Consequentemente, esses indiv√≠duos desenvolvem seus pensamentos desse ponto de vista e os expressam nas vias p√ļblicas. Isso se d√° dessa forma, tamb√©m, pela falta de recursos que essas pessoas possuem, n√£o podendo comprar telas e coisas do tipo para executar pinturas.

Dessa forma, os grupos socais mais relacionados ao grafite são os moradores de periferias e localidades mais isoladas. No entanto, o movimento punk, que não se caracteriza pela classe social, também é responsável pela prática dele.

Por isso, essa modalidade de arte é caracterizada por figuras bastante intensas e temas tabu. Ela é originalmente realizada por pessoas deslocadas do senso comum e, por consequência, com insights que se destacam.

As ideias expressas e o próprio ofício em si são as formas que essas pessoas adotam para se colocar no mundo. Apesar de cada artista ter sua particularidade, a principal característica do movimento é, de fato, questionar o sistema.

Tudo sobre grafite - √Č arte?

√Č a mesma coisa que picha√ß√£o?

Como vimos nos parágrafos acima, o grafite é uma forma de arte que acontece nas ruas, sendo disposta em paredes de prédios, muros, lugares abandonados, entre outros. Uma característica dele é que acontece quando é permitido, ou em lugares onde alguém não será prejudicado, de forma que, muitas vezes, um artista é contratado para pintar uma parede e pago por isso.

Enquanto isso, a picha√ß√£o √© considerada uma forma de vandalismo que pode acontecer tanto ao patrim√īnio privado quanto p√ļblico. Dessa forma, o respons√°vel por uma constru√ß√£o que teria sido pichada contra sua vontade precisaria arcar com custos para resolver o problema.

Inclusive, no caso da pichação, existem multas para quem for pego no ato. Dependendo da dimensão do problema causado, o culpado pode chegar a ser preso.

No entanto, a linha entre o que é considerado pichação e grafite pode chegar a ser um pouco tênue. Isso porque, por mais que alguém tenha elaborado uma obra em um local que são seria desejado, isso não tira a validade artística dela.

Muitas vezes, viadutos, pr√©dios abandonados, universidades e outras localidades s√£o “pichadas”. No entanto, aquela mensagem pode ser pertinente, importante e esteticamente interessante a ponto de ser mantida.

Geralmente algo que é sempre considerado pichação são mensagens de ódio, palavras de baixo calão e ameaças. Além disso, siglas de gangues e coisas desse tipo tendem a ser apagadas.

Onde, quando e como surgiu?

O grafite como forma de se expressar em paredes e vias p√ļblicas surgiu h√° mil√™nios atr√°s. Por isso, j√° foram encontrados ind√≠cios de escrituras com essas caracter√≠sticas em todos os tipos de sociedades.

As mais comuns e conhecidas são do Egito antigo, Império Aquemênida (Pérsia), Grécia e do Império Romano. Inclusive, muitas delas foram preservadas nas ruínas da cidade de Pompeia. Veja esta, sobre decepção amorosa:

Quisquis amat. veniat. Veneri volo frangere costas
fustibus et lumbos debilitare deae.
Si potest illa mihi tenerum pertundere pectus
quit ego non possim caput illae frangere fuste?

Sua tradução do latim:

Quem ama, vai para o inferno. Eu quero quebrar as costelas de Vênus
com um flagelo e deformar seus quadris.
Se ela pode quebrar meu tenro coração
porque eu não posso bater nela na cabeça?

Tudo sobre grafite - √Č arte?

Desde ent√£o, houver v√°rios tipos de grafites em v√°rias √©pocas e lugares do mundo. No entanto, o que conhecemos hoje e estamos abordando nesse texto se iniciou nos metr√īs da cidade de Nova York e em Filad√©lfia.

Derivados da cultura hip hop, esses visavam falar sobre as quest√Ķes relacionadas √† sociedade contempor√Ęnea e expressar uma est√©tica desse grupo. Portanto, esse movimento come√ßa por volta dos anos 70.

Por que o grafite surgiu?

A exist√™ncia do grafite contempor√Ęneo que vemos todos os dias ao percorrer a cidade est√° associada diretamente com a periferia e a juventude. Ele acontece atrav√©s da inquietude de jovens inconformados com a opress√£o que sofrem diariamente.

Sem muitas outras op√ß√Ķes, esses grupos encontraram nas vias p√ļblicas uma forma de se manifestar. Assim, o grafite √© como um reflexo de uma sociedade e sua periferia.

Se numa cidade existem muitas siglas e mensagens relacionadas à presença de gangues nas paredes, com ameaças e xingamentos, é provável que esta tenha altos índices de violência.

A a√ß√£o de tentar apagar e esconder essas manifesta√ß√Ķes mostra o quanto as gest√Ķes das cidades s√£o falhas em lidar com seus problemas sociais. Essa atitude √© semelhante √† de tentar diminuir a maioridade penal para prender mais jovens ao inv√©s de tentar resolver o problema.

Existem artistas reconhecidos?

Apesar dessa ser uma arte ligada à marginalidade, o grafite conseguiu ganhar o mundo e vários grafiteiros estão conseguindo seu reconhecimento. Dentre eles, temos:

Banksy

Com obras conhecidas no mundo todo, Banksy tem um ar pol√≠tico, ir√īnico e sarc√°stico que aborda v√°rios problemas sociais de amplo interesse.

Apesar de ser bastante famoso no meio, sua identidade jamais foi revelada e ele se mantém anonimo. Isso o permite realizar trabalhos bastante ousados, se apropriando de espaços para executar sua arte.

Jean-Michel Basquiat (1960-1988)

Basquiat começou criando no grafite e, com o decorrer de sua vida, passou também a pintar quadros. Esse artista é amplamente conhecido e hoje em dia suas obras são altamente valorizadas. Ele se inspirava em poesias e sua estética era neo-expressionista.

Francisco Rodrigues da Silva (Nunca)

Mais popularmente conhecido pelo seu nome artístico, Nunca cria grafites nos prédios da cidade de São Paulo. Ele busca trazer a ancestralidade indígena brasileira para o meio urbano, tentando chamar atenção para a existência desse povo.

Gostou do nosso texto? Comente conosco o que você achou e compartilhe nas redes sociais.

Leave a Reply