Georges Braque

Georges Braque: pintor e escultor francês

Pintor, gravurista e escultor, Georges Braque foi um dos maiores artistas que trouxeram destaque ao cubismo. Este movimento artístico é considerado um dos mais importantes momentos da arte moderna mundial.

Seu estilo inovador de pintar influenciou v√°rias gera√ß√Ķes de artistas que enxergaram em sua obra ‚Äď e de seus contempor√Ęneos de movimento ‚Äď novas maneiras de se expressar e de retratar o mundo, ajudando a fundar uma nova arte.

Uma obra √ļnica que soube beber das melhores fontes que efervesciam em sua √©poca e que soube transmutar tantas refer√™ncias em algo original e encantador. Assim foi a produ√ß√£o art√≠stica e o legado deixado pelo excelente pintor.

Biografia de Georges Braque

No dia 13 de maio de 1882, na aldeia de Argenteuil-sur-Seine, França, nascia Georges Braque, que viria a ser um dos maiores expoentes do cubismo. Sua obra fez com que ele se tornasse um dos pintores franceses mais conhecido até hoje.

Ap√≥s a mudan√ßa da fam√≠lia para a cidade de Le Havre, influenciado pelas atividades do pai e de seu av√ī, o jovem Braque come√ßa trabalhando como decorador e pintando casas.

O apoio dos pais foi fundamental para que ele iniciasse seus estudos na Escola de Belas Artes. Lá ele teve contato com várias técnicas distintas e conheceu o trabalho de muitos artistas, entre eles Henri Matisse, que o influenciou profundamente.

Em 1889, o pintor que tinha dezessete anos muda-se para Paris, onde passa a viver com dois amigos pintores, Othon Friesz e Raoul Dufy, que também exercerão forte influência sobre a personalidade e o estilo de pintura de Georges Braque.

Na cidade luz, ele frequenta aulas de desenho na escola de Batignolles e posteriormente na Académie Humbert. Nos anos seguintes, ele tem acesso a diversas obras que o impactam e acabam por influenciar a sua obra.

Obras do movimento Fauvista, em particular, exercem grande fasc√≠nio em Braque, que passa a usar cores brilhantes e livre interpreta√ß√Ķes em suas obras. Os principais precursores deste movimento foram Henri Matisse, Albert Marquet e Georges Rouaul.

Outro artista que ele passa a admirar é o pintor Paul Cézanne, que era pós-impressionista e forneceu elementos que influenciaram a transição entre o impressionismo e o cubismo.

Em 1907, Braque exp√Ķe suas obras no Sal√£o dos Independentes, fato que d√° destaque ao seu trabalho e demonstra o come√ßo de seu reconhecimento art√≠stico. Neste mesmo ano, acontece algo que determinar√° a sua carreira: o encontro com Pablo Picasso.

Georges Braque

A partir deste momento, ambos artistas passam a colaborar artisticamente e no ano seguinte exibem conjuntamente em uma famosa galeria de Paris. Esta parceira ocorre até 1914 e ambos produzem tantas coisas juntos que muito deste período ainda é motivo de discussão sobre a autoria das obras.

Convocado para servir na Primeira Guerra Mundial, Georges Braque é ferido gravemente na cabeça e passa por um grande tempo de recuperação. Somente em 1917 ele volta a produzir e começa a mudar o seu estilo de pintura que valorizava as linhas curvas, naturezas mortas e pinturas figurativas.

Nos anos seguintes, o artista come√ßa a se dedicar com mais afinco a trabalhos com gravuras, litografias, xilogravuras, cer√Ęmica e escultura.

Tendo vivido sozinho durante grande parte de sua vida em Paris, o artista falece na cidade no dia 31 de agosto de 1963.

O estilo da pintura de Georges Braque

O trabalho de Georges Braque possui v√°rias caracter√≠sticas que marcaram e diferenciaram o seu estilo, fazendo com que ele seja t√£o reconhecido. O uso das cores fortes, a tem√°tica variada e as representa√ß√Ķes abstratas s√£o algumas delas.

Dentre os temas preferidos e muito comuns em suas obras aparecem as pinturas de naturezas-mortas, a representação de interiores, os pássaros e alguns objetos do cotidiano.

A mescla entre temas simples ou do cotidiano em representa√ß√Ķes complexas e abstratas fizeram com que sua obra ganhasse uma personalidade pr√≥pria e muito associada ao impressionismo e cubismo.

Também se destacam em seu estilo a utilização de texturas e cores variadas, ornamentos e outros elementos que marcaram suas obras. Ele também se destacou por ter inventado uma técnica inovadora na qual colava pedaços de papel nas telas pintadas.

A obra de Georges Braque

O contato com as cores e pinturas, ainda na inf√Ęncia atrav√©s do trabalho do pai, influenciaram os passos iniciais de Georges Braque. Da mesma forma, seus estudos posteriores e o contato com as obras de pintores impressionistas ajudaram a moldar o seu estilo art√≠stico.

Inicialmente, as paisagens representadas no estilo fauvista foram foco de seu interesse e produção. Porém, na medida em que ele começa a tomar contato com os movimentos que naquela época revolucionavam as artes, ele também começa a mudar o seu jeito de se expressar.

O contato com Pablo Picasso foi fundamental para o processo de matura√ß√£o de seu estilo. Deste encontro resultaram muitas obras que foram importantes para o cubismo. Eles pesquisaram in√ļmeras maneiras de expressar suas vis√Ķes de mundo de uma maneira tridimensional que pudesse ir al√©m da arte bidimensional da tela plana.

Georges Braque

Nesta fase, chamada de cubismo anal√≠tico, destacam-se obras em que naturezas-mortas e figuras √ļnicas eram retratadas de maneira abstrata, linhas que identificam os temas e em poucas varia√ß√Ķes de cores.

J√° na fase seguinte, denominada de cubismo abstrato, as cores intensas est√£o mais presentes e surgem as primeiras experimenta√ß√Ķes com colagens de materiais diversos como madeira, tecido, papel e areia, que eram colados nas telas.

Nos anos seguintes, o artista experimenta com sucesso a produ√ß√£o art√≠stica em outras vertentes como nas gravuras em metal, esculturas e obras em cer√Ęmicas.

Ainda em vida, Georges Braque pode vivenciar a grande repercuss√£o e reconhecimento de sua obra por meio de exposi√ß√Ķes e premia√ß√Ķes.

Principais obras de Georges Braque

A produção artística de Georges Braque é rica e diversificada. Dentre suas obras estão alguns dos quadros mais valiosos e apreciados mundialmente. Seu estilo marcante influenciou muitos pintores e continua a impressionar os apreciadores da arte moderna. Dentre suas obras, destacam-se:

  • Houses at Estaque (1908);
  • Clarinet and Bottle of Rum on Mantelpiece (1911);
  • Violin and Pipe (1913);
  • Fruit on a Tablecloth with Fruitdish (1925);
  • The Bowl of Grapes (1926);
  • Balustre et Crane (1938);
  • Next to the Sea (1958);
  • The Bicycle (1961);
  • The Metallic Plow (1962).

Leave a Reply